Apresentação: Moda, mulher e imprensa no Brasil

Resumo

Este dossiê reúne 13 dos 38 trabalhos apresentados no Colóquio “Imprensa, moda e mulher: trânsitos, circulação e trocas”, realizado nos dias 15, 16 e 17 de agosto de 2018, na Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro. O encontro foi organizado pelos membros da linha de pesquisa “Imprensa, moda e mulher” do grupo de estudos “Imprensa e circulação de ideias: o papel dos periódicos nos séculos XIX e XX” (CNPq) e contou com a participação de integrantes do grupo e da comunidade acadêmica brasileira e estrangeira, que tiveram as suas comunicações aprovadas pelo comitê científico. O grande número e a qualidade das propostas recebidas permitiram-nos organizar uma programação com mesas e conferên-cias distribuídas ao longo de três dias de discussões entre jovens pesquisadores, acadêmi-cos renomados e profissionais de moda. O sucesso do Colóquio deveu-se ao apoio financei-ro e logístico da University College London (UCL) e da Casa de Rui Barbosa e à dedicação dos membros da linha de pesquisa “Imprensa, moda e mulher”. Gostaríamos, portanto, de agradecer à Isabel Lustosa, Antonio Herculano Lopes, Marcos Veneu, Joelle Rouchou, Rosa-ne Feijão, Monica Pimenta Veloso, Júlia Mello, Mara Rúbia Sant’Anna, Káritha Bernardo de Macedo, Maria Cristina Volpi, Marissa Gorberg e Maria Lucia Bueno por todo o empenho na organização do evento e à então presidente da Casa de Rui Barbosa, Marta de Senna, por ter proferido a conferência de abertura “Retrato de jornal – a mulher machadiana na imprensa: leitora e personagem”3. Os artigos selecionados para esta publicação passaram posterior-mente pelo processo de seleção da revista dObra[s]. Agradecemos à editora-chefe, Maria Claudia Bonadio, por nos convidar para organizar este dossiê. [...]

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cláudia Suriani da Silva, University College London
Associate Professor in Brazilian Studies. University College London (UCL).
Cláudia de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Professora Associada do departamento de História e Teoria da Arte da Escola de Belas Artes, Universidade
Federal do Rio de Janeiro.

Referências

Periódicos

A Caretinha. Salvador, 1914.

A Estação. Jornal Ilustrado para a Família. Rio de Janeiro, 1879-1904.

A Illustração. Paris, 1884-1892.

A Mulher do Simplício ou a Fluminense Exaltada. Rio de Janeiro, 1832-1846.

A Renascença. Salvador, 1916-1928.

Almanaque para la Familia. Modas y Novelas Ilustradas. Buenos Aires, 1880

Anuário das Senhoras. Rio de Janeiro, 1934-1959.

Artes & Artistas. Salvador, 1920-1923.

Bahia Ilustrada. Salvador, 1917-1920.

Belona Irada Contra os Sectários de Momo. Porto Alegre, 1833-1834.

Caras y Caretas. Buenos Aires, 1898-1941

Careta. Rio de Janeiro, 1908-1960

Correio da Manhã. Rio de Janeiro, 1901-1974.

Correio das Modas. Jornal Crítico e Literário das Modas, Bailes. Rio de Janeiro, 1839-1840. Die Modenwelt. Für die Frau und ihr Heim. Berlim, Ullstein, Viena, Leipzig, 1865-1942. Le Monde Illustré. Paris, 1857-1940.

Le Moniteur de la Mode. Paris, 1843-1913.

L’Illustrateur des Dames et des Demoiselles. Journal Hebdomadaire. Paris, 1861-1870. Museu Universal. Jornal das Famílias Brasileiras. Rio de Janeiro, 1837-1844.

O Carapuceiro. Recife, 1832-1847.

O Jornal das Senhoras. Rio de Janeiro, 1852-1855.

O Malho. Rio de Janeiro, 1902-1954

Para Todos. Rio de Janeiro, 1918-1932

Revista do Brasil. Salvador, 1906-1912.

The Young Ladies’ Journal. Londres, 1864-1920.

Outras referências

ARAÚJO, Rosa Maria B. A vocação do prazer: a cidade e a família no Rio de Janeiro republicano. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1993.

ASPERS, Patrik; GODART, Frédéric. Sociology of fashion: order and change. Annual Review of Sociology, n. 39, 2013, p. 171-92. Disponível em: www.jstor.org/stable/43049631. Acesso em: 2 maio 2020.

BARNES, Ruth; EICHER, Joanne B. (eds). Dress and gender. Oxford: Berg. Making and Meaning, 1993.

BAUDELAIRE, Charles. As flores do mal. Edição bilíngue. Tradução, introdução e notas Ivan Junqueira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

BERGER, John. Ways of seeing. London: British Broadcasting Corporation; Penguin, 1972.

BOURDIEU, Pierre. O costureiro e sua grife – contribuição para uma teoria da moda. In: A produção da crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. São Paulo: ZOUK, 2002, p. 113-190.

BUCKLEY, Cheryl; CLARK, Hazel. Conceptualizing fashion in everyday lives. Design Issues, v. 28, n. 4, 2012, p. 18-28. Disponível em: www.jstor.org/stable/23273848. Acesso em: 2 maio 2020.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

CRANE, Diana. A moda e seu papel social: classe, gênero e identidade das roupas. São Paulo: Editora Senac, 2013.

FERREIRA, Orlando da Costa. Imagem e letra. São Paulo: Edusp, 1994.

GRUZINSKI, Serge. As quatro partes do mundo: história de uma mundialização. Belo Horizonte: Editora UFMG, São Paulo: Edusp, 2014.

KAWAMURA, Yuniya. Fashion-ology. Oxford: Berg Publishers, 2004.

MELFORD, Friedrich. Zum 25jähringen Bestehen der Modenwelt 1865-1890. Berlim: Editora Lipperheide, 1890.

MENEZES, Lená Medeiros de. Francesas no Rio de Janeiro: trabalho, sonhos e ousadia (1816-1822). Caderno Espaço Feminino, v. 12, n. 15, 2004, p. 61-82.

MULVEY, Laura. Visual and other pleasures: language, discourse, society. London: Palgrave, Macmillam, 2009.

OLIVEIRA, Cláudia. Rendas e gravatas: moda, identidade e gênero na imprensa ilustrada carioca, 1900-1914. Revista Maracanan, n. 20, 2019, p. 292-309. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/330464464_Rendas_e_Gravatas_moda_identidade_e_ genero_na_Imprensa_Ilustrada_carioca_1900-1914. Acesso em: 2 maio 2020.

OLIVEIRA, Cláudia. Mulheres na luta pela emancipação: novo vestuário e novos comportamentos pelas lentes da imprensa carioca – 1900-1914. dObra[s], v. 11, n. 25, 2019, p. 96-110. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/855. Acesso em: 2 maio 2020.

RAGO, Margareth. Do cabaré ao lar: a utopia da sociedade: 1890-1930. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

RAINHO, Maria do Carmo Teixeira. A cidade e a moda: novas pretensões, novas distinções: Rio de Janeiro, século XIX. Brasília: Editora da UNB, 2002.

ROCAMORA, Agnès; SMELIK, Anneke. Thinking through fashion: a guide to key theorists. London: I.B. Tauris, 2015.

ROCHE, Daniel. A cultura das aparências: uma história da indumentária (séculos XVII-XVIII). São Paulo: Editora Senac, 2007.

SHAPIRO, Roberta. O que é artificação? Sociedade e estado, v. 22, n. 1, 2007, p. 135-151. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/se/v22n1/v22n1a06.pdf. Acesso em: 2 maio 2020.

SILVA, Ana Cláudia Suriani da. Machado de Assis: do folhetim ao livro. São Paulo: NVerso, 2015.

SILVA, Ana Cláudia Suriani da. O papel da imprensa na inserção do Brasil no sistema da moda parisiense. In: SILVA, Camila Borges de et al. (orgs.). A história na moda, a moda na história. São Paulo: Alameda Editorial, 2019, p. 129-153.

SIMMEL, Georg. Filosofia da la moda e outros escritos. Lisboa: Edições Texto & Grafia, 2008.

SWEETMAN, Paul. Shop-window dummies? Fashion, the body and emergent socialities. In: ENTWISTLE, Joanne et al. (orgs.) Body Dressing. Oxford: Berg, 2001, p. 59-77.

TARDE, Gabriel. Les lois de l’imitation. Paris: Feliz Alcan, 1895.

WILSON, Elizabeth. Adorned in dreams: fashion and modernity. London: I.B. Tauris, 2009.

Publicado
2020-08-03
Como Citar
Suriani da Silva, A. C., & de Oliveira, C. (2020). Apresentação: Moda, mulher e imprensa no Brasil. dObra[s] – Revista Da Associação Brasileira De Estudos De Pesquisas Em Moda, 14(29), 8-23. https://doi.org/10.26563/dobras.v14i29.1134
Seção
Apresentação Dossiê