Por entre redes e tramas: a indumentária de pescadores e maricultores da Freguesia de Santo Antônio de Lisboa (Florianópolis-SC)

Amanda Queiroz Campos

Resumo


Este estudo teve como objetivo questionar a indumentária de pescadores e maricultores em vínculo com o exercício de suas atividades, bem como sua inserção, ou não inserção, social em uma sociedade de moda. Esses homens que, mesmo revestindo os corpos com roupas, se encontram – ao menos no momento laboral – à deriva da moda. No caso dos pescadores, é notável o desgaste e esmerilhamento dos trajes e do próprio corpo, que no presente trabalho – mas também nos trabalhos de Mauss, Vidal, Lynch e Strauss – é considerado parte constituinte da indumentária. O corpo ultrapassa o caráter biológico. É manipulado, moldável.


Palavras-chave


Antropologia visual; indumentária; moda; cultura; pescador

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2008.

CASTILHO, Kathia MARTINS, Marcelo M. Discursos da Moda: semiótica, design e corpo. 2. ed. rev. e atual. – São Paulo: Editora Anhembi Morumbi, 2005.

CIDREIRA, Renata Pitombo. Os sentidos da moda: vestuários, comunicação e cultura. São Paulo: Annablume, 2005

ECO, Umberto. O hábito fala pelo monge. In: ECO, Umberto. Psicologia do vestir. 3. ed. Lisboa: Assirio e Alvim, 1999.

FEGHALI, Marta Kasznar. As engrenagens da Moda. Rio de Janeiro: Senac, 2001.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1997.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

KATZ, Helena. Por uma teoria crítica do corpo. In: OLIVEIRA, Ana Cláudia de; CASTILHO, Kathia. (Orgs.). Corpo e moda: por uma compreensão do contemporâneo. Baureri: Estação das Letras e Cores Editora,

pp. 69-74.

LEAHY, Renata Costa. A moda e o padrão de beleza corporal em contextos culturais: primeiras considerações. Colóquio de Moda. XI. 2015. Curitiba. Anais... São Paulo/SP: ABEPEM, 2015. pp. Disponível

em: http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/11-Coloquio-de-Moda_2015/ARTIGOS-DE-GT/ GT03-CORPO-MODA-E-COMUNICACAO/GT-3-A-MODA-E-O-PADRAO-DE-BELEZA-CORPORAL.pdf. Acesso em: 20 set. 2015.

LE BRETON, David. A sociologia do corpo. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2007.

LYNCH, Anette STRAUSS, Mitchell D. Changing Fashion: A Critical Introduction to Trend Analysis and Meaning. Oxford/New York: Berg, 2007.

MAUSS, Marcel. As técnicas corporais. In: MAUSS, Marcel; LEVI-STRAUSS, Claude, 1908. Sociologia e antropologia. São Paulo: EPU/Edusp, 1974.

PIAULT, Marc-Henri. Antropologia e a passagem à imagem. In: Catálogo da Mostra Internacional do Filme Etnográfico. Rio de Janeiro, 1994.

RIBEIRO, Gustavo Lins. A globalização popular e o sistema mundial não hegemônico. Revista Brasileira de Ciências Sociais, V. 25, n. 74, outubro/2010. p. 21-38.

SANT’ANNA, Mara Rúbia. Teoria de Moda: sociedade, imagem e consumo. Barueri: Estação das Letras, 2007.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2000.

Steele, Valerie. Fetiche: moda, sexo & poder. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

VIDAL, Lux. A pintura corporal e a arte gráfica entre os Kayapó-Xikrin do Cateté. In: VIDAL, Lux B. (Org.). Grafismo indígena. São Paulo: Studio Nobel; Fapesp; Edusp, 1992.

VILLAÇA, Nízia. A cultura como fetiche, corpo e moda. In: VILLAÇA, Nizia; CASTILHO, Kathia. (Orgs.). Plugados na moda. São Paulo: Editora Anhembi Morumbi, 2006. p. 23-29.

WARBURG, Aby. Imagens da região dos índios Pueblos da América do Norte. Concinnitas: Arte, Cultura e Pensamento ano 6, v.1, n. 8. Rio de Janeiro: UERJ, 2005. p. 8-29.




DOI: http://dx.doi.org/10.26563/dobras.v8i18.105

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 dObra[s] – uma revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda



Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.