Competências empreendedoras mandatórias para o enfrentamento de um ambiente de crise

uma análise do setor da moda fluminense

Autores

  • Luiza Silva Calado
  • Daniel Kamlot
  • Veranise Jacubowski Correia Dubeux

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i32.1377

Palavras-chave:

Economia criativa, Moda, Comportamento empreendedor, Competências empreendedoras

Resumo

Empreendedores criativos da moda transformam sua cultura e sua criatividade com vistas a criar produtos dotados de originalidade e alto valor simbólico. Assumem posturas inovadoras, reinventando formas de se criar, produzir e distribuir. Além disso, a moda, no Estado do Rio de Janeiro, apresenta enorme potencial para gerar renda e emprego. Entretanto, donos de pequenos negócios do setor enfrentam inúmeros desafios para garantir a sobrevivência de seus empreendimentos. Não bastasse a crise dos últimos anos no Brasil, particularmente no Rio de Janeiro, um cenário ainda mais complexo se instaurou por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus e a necessária adoção de políticas de isolamento social, o fechamento do comércio e o consequente aumento do desemprego. Diante disso, este trabalho investigou quais competências devem ser aperfeiçoadas a fim de que os(as) empresários(as) da moda possam superar as dificuldades preponderantes que enfrentam. Para isso, foi feita uma pesquisa de abordagem qualitativa com empreendedoras do setor localizadas em diferentes cidades do estado fluminense. Como resultado, foram identificadas as principais competências empreendedoras necessárias para o enfrentamento de um ambiente de crise, servindo como contribuição para outros profissionais da moda que estejam passando por situações análogas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiza Silva Calado

Mestre em Gestão da Economia Criativa pela ESPM/RJ. Pesquisadora associada do Laboratório de Cidades Criativas (LCC-ESPM).

Daniel Kamlot

Doutor em Administração de Empresas pela FGV/Ebape. Professor da ESPM/RJ, da FGV/Ebape e da PUC-Rio.

Veranise Jacubowski Correia Dubeux

Doutora em Engenharia Mecânica pela UFRJ. Professora da ESPM/RJ e da PUC-Rio.

Referências

ABDALA, Vitor. Coronavírus derruba intenção de consumo das famílias, diz pesquisa. Agência Brasil, 17 abr. 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/ noticia/2020-04/coronavirus-derruba-para-25-intencao-de-consumo-das-familias. Acesso em: 4 maio 2020.

BENDASSOLLI, Pedro; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo. Desempenho empreendedor nas indústrias criativas: propondo um modelo teórico. Temas psicol., Ribeirão Preto, v. 21, n. 1, p. 105-120, jun. 2013. Acesso em: 11 abr. 2019.

BESSANT, John; TIDD, Joe. Inovação e empreendedorismo. Porto Alegre: Bookman, 2009.

BRASIL. Ministério da Cultura. Economia e cultura da moda no Brasil. São Paulo: Ministério da Cultura, 2011.

BRASIL. Ministério da Cultura. Plano da Secretaria da Economia Criativa: políticas, diretrizes e ações, 2011-2014. Brasília: Ministério da Cultura, 2012.

CALADO, Luiza. Estratégias para pequenos empreendedores da moda no Rio de Janeiro: um diagnóstico sobre as dificuldades enfrentadas e as competências empreendedoras fundamentais para superação. 2019. 252 f. Dissertação (Mestrado em Gestão da Economia Criativa) – Escola Superior de Propaganda e Marketing, Rio de Janeiro, 2019.

CARVALHO, Rodrigo; BERLIM, Lilyan. Novos modelos de negócios e inovação na indústria da moda e as grandes cidades. In: FIGUEIREDO, João; JESUS, Diego (orgs.). Cidades criativas: aspectos setoriais e territoriais. Rio de Janeiro: E-papers, 2017, p. 89-114.

CAVALLINI, Marta; SILVEIRA, Daniel. Desemprego é o maior em 7 anos em 13 capitais do país, diz IBGE. G1, 22 fev. 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/ 2019/02/22/desemprego-cai-em-6-das-27-unidades-da-federacao-no-4o-tri.ghtml. Acesso em: 6 maio 2019.

CUOCO, Eduardo. Crise do coronavírus pode tirar até R$ 500 bi do consumo. Folha de São Paulo, 4 maio 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/05/ crise-do-coronavirus-pode-tirar-ate-r-500-bi-do-consumo.shtml. Acesso em: 4 maio 2020.

DEPARTMENT FOR DIGITAL, CULTURE, MEDIA & SPORT (DCMS). Creative industries mapping document. Londres: DCMS, 1998.

ESTADÃO CONTEÚDO. 2019 começa com queda de 5,2% no consumo das famílias brasileiras. Exame, São Paulo, 14 abr. 2019. Disponível em: https://exame.abril.com.br/economia/2019-comeca- com-queda-de-52-no-consumo-das-familias-brasileiras/. Acesso em: 20 set. 2019.

FIGUEIREDO, João. Economia criativa, cidade criativa e desenvolvimento. In: TEIXEIRA, Eduardo Ariel de Souza; CORRÊA, Sílvia Borges (orgs.). Economia criativa. Rio de Janeiro: E-papers, p. 27-47, 2015.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO RIO DE JANEIRO (FIRJAN). Mapeamento da cadeia da moda. Rio de Janeiro: Firjan, 2016.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO RIO DE JANEIRO (FIRJAN). Mapeamento da indústria criativa no Brasil. Rio de Janeiro: Firjan, 2019.

GORTÁZAR, Naiara. Hostilidade às artes de Bolsonaro visa debilitar conquistas da democracia, dizem ex-ministros da Cultura. El País, 2 jul. 2019. Disponível em: https://brasil.elpais. com/brasil/2019/07/02/politica/1562090543_499034.html. Acesso em: 20 set. 2019.

HARTLEY, John et al. Key concepts in creative industries. London: Sage, 2013.

HESSEL, Rosana. Analistas chegam a prever taxa de desemprego em 13,5% no fim de 2020. Correio Braziliense, 3 abr. 2020. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2020/04/03/internas_economia,842065/analistas-chegam-a-prever-taxa-de-desemprego-em-13-5-no-fim-de-2020.shtml. Acesso em: 4 maio 2020.

HOWKINS, John. Economia criativa: como ganhar dinheiro com ideias criativas. São Paulo: M. Books, 2013.

JESUS, Diego. Criando, inovando e excluindo: gênero e poder na economia criativa. In: CONAGES – Colóquio Nacional: representações de gênero e sexualidades, 12, 2016, Campina Grande. Anais eletrônicos... Campina Grande: Realize, 2016. Disponível em: https://editorarealize.com.br/revistas/conages/trabalhos/TRABALHO_EV053_MD1_SA8_ ID1607_29042016133208.pdf. Acesso em: 14 de jun. 2018.

JESUS, Diego; KAMLOT, Daniel. Economia criativa e políticas públicas. Curitiba: Prismas, 2016.

KAMLOT, Daniel. Economia Criativa e Marketing Social: Interseções e Reflexões. In: KAMLOT, Daniel; RODRIGUES, Marco Aurelio de Souza (orgs.). Gestão estratégica na Economia criativa. Rio de Janeiro: E-papers, p. 5-20, 2020.

KAMLOT, Daniel. Resiliência organizacional e marketing social: uma avaliação de fundamentos e afinidades. Cad. EBAPE. BR, v. 15, n. spe, p. 482-495, 2017.

KAMLOT, Daniel; SCHMITT, Valentina Gomes Haensel. O comércio justo nas práticas de marketing social das grandes empresas. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 9, n. 3, p. 63-79, 2015.

LEADBEATER, Charles; OAKLEY, Kate. Why cultural entrepreneurs matter. In: HARTLEY, John (ed.). Creative Industries. Malden: Blackwell, 2005, p. 299-311.

MAN, Thomas; LAU, Theresa. Entrepreneurial competencies of SME owner/manager in the Honk Kong services sector: a qualitative analysis. Journal of Enterprising Culture, v. 8, n. 3, p. 235-254, set. 2000.

PERET, Eduardo. Desocupação cai para 12,3% no ano com recorde de pessoas na informalidade. Agência IBGE Notícias, 1° fev. 2019. Disponível em: https://agenciadenoticias. ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/23652-desocupacao-cai-para-12-3-no-ano-com-recorde-de-pessoas-na-informalidade. Acesso: 15 maio 2019.

ROUVENAT, Fernanda; FIGUEIREDO, Pedro. Com Moreira Franco, RJ tem seu 5º ex-governador preso em 3 anos. G1, 21 mar. 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/rj/rio-de- -janeiro/noticia/2019/03/21/com-prisao-de-moreira-franco-rj-tem-seu-5o-ex-governador- preso.ghtml. Acesso em: 25 set. 2019.

SEBRAE RJ. Os pequenos negócios do Rio de Janeiro e os setores estratégicos do Sebrae/ RJ. Nota temática, julho de 2017, n. 47. Rio de Janeiro: Sebrae/RJ, 2017. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/RJ/Anexos/Os_Pequenos_Neg%C3%B- 3cios_RJ_setores_estrat%C3%A9gicos_Sebrae_RJ_n_47.pdf . Acesso em: 14 jun. 2018.

SOUZA, Elnivan et al. Comportamento empreendedor e crescimento de empresa: uma análise comparativa. Scientia, ano 1, 2. ed., p.192-395, nov. 2012/jun. 2013.

TUITE, Alex. Jenny Kee and Flamingo Park: Independent fashion retailers as creative practitioners. Fashion, style and popular culture, v. 5, n. 2, p. 169-183, 2018.

UNCTAD. Creative Economy Report 2008: The challenge of assessing the creative economy: towards informed policy making. New York: UNDP – UNCTAD, 2008

VERGARA, Sylvia. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

VERGARA, Sylvia. Métodos de pesquisa em administração. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

Downloads

Publicado

2021-08-03

Como Citar

CALADO, L. S.; KAMLOT, D.; DUBEUX, V. J. C. Competências empreendedoras mandatórias para o enfrentamento de um ambiente de crise: uma análise do setor da moda fluminense. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 32, p. 283–302, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i32.1377. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1377. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos