“Se não me cabe, não me serve”

gordofobia na moda plus size

Autores

  • Maria Luisa Jimenez-Jimenez
  • Luciana Pionório

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i33.1437

Palavras-chave:

Gordofobia, Moda plus size, Consumo, Dissidência, Ativismo Gordo

Resumo

Este artigo é parte das análises de pesquisas tanto em andamento quanto já concluídas pelas autoras, na busca por compreender os aspectos sociais e emocionais que decorrem da relação entre a moda plus size e a gordofobia. Partilha a ideia de que a moda está inserida na vida social como um componente importante, que atua no reforço das identidades e na questão da representatividade. Nesse sentido, parte-se do pressuposto de que a moda para as mulheres gordas, mesmo quando está inscrita numa pretensa ideia de diversidade, como é o exemplo da moda plus size, pode configurar-se como um meio que reforça ainda mais os estereótipos em torno das padronizações dos corpos e do alargamento da distância na direção de uma acessibilidade que, de fato, inclua todas as mulheres gordas. Discutimos, nesse artigo, sobre as falácias que sustentam essa pretensa ideia da diversidade presente no mercado da moda plus size, utilizada como estratégia de marketing que coopta o discurso do ativismo gordo, porém não configura em si nem inclusão nem mudanças estruturais significativas. Apresentamos, ainda, exemplos de atuação da dissidência gorda ao pautar a indústria da moda, especialmente por meio da atuação nas redes sociais da internet.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luisa Jimenez-Jimenez

Doutora em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO-UFMT).

Luciana Pionório

Mestra em Sociologia (PPGS/UFPB). Doutoranda em Sociologia (PPGS/UFPB).

Referências

BATLIWALA, Srilatha. The meaning of women’s empowerment: new concepts from action. In: SEM, G., GERMAIN, A. & CHEN, L.C. (Eds.). Population policies reconsidered: health, empowerment and right. Boston: Harvard University Press, 1994, p. 127-138. (tradução nossa).

BERTH, Joice. O que é empoderamento? Coleção Feminismos Plurais. Belo Horizonte: Letramento, 2018.

BUTLER, Judith. Excitable Speech: a politics of the performative. New York: Routledge, 1997.

_____________. Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão da Identidade. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2003. ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Editora Loyola, 1996.

JIMENEZ-JIMENEZ, Maria Luisa. Lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos. 2020. Tese (Doutorado) - Programa de Pós Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea – ECCO – Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Cuiabá, MT, Brasil. Disponível em: http://lutecomoumagorda.home.blog/tese-de-doutorado-lutecomo-umagorda- gordofobias-resistencias-e-ativismos/

LANZ, L. O corpo da roupa: A pessoa transgênera entre a transgressão e a conformidade com as normas de gênero. Curitiba: Transgente, 2015.

LE BRETON, David. Sinais de Identidade – Tatuagens, piercings e outras marcas corporais. Lisboa: Miosótis, 2004.

LIPOVETSKY, Gilles. Da leveza: rumo a uma civilização sem peso. São Paulo: Manoele, 2016. PODE ME CHAMAR DE GORDA. Grupo no Facebook de empoderamento de mulheres gordas. (2017, 2018, 2019). Disponível em: https://www.facebook.com/podemechamardegorda/.

PRECIADO, Paul B. Nossos corpos trans são um ato de dissidência do sistema sexo e gênero. Resista: observatório de resistências plurais. Disponível em:https://resistaorp.blog/2019/03/26/nossos-corpos-trans-sao-um-ato-de-dissidencia-do-sistema-sexo-genero/.

Rap Plus Size. Eu só pago o que me cabe, 2021. Disponível em: https://www.youtube.com/ watch?v=1eCq12EWBrU

SANT’ANNA, Denise Bernuzzi de. Corpos de Passagem: ensaios sobre a subjetividade contemporânea. São Paulo: Estação Liberdade, 2001.

SWAIN, Tania Navarro. Feminismo e recortes do tempo presente: mulheres em revistas "femininas". São Paulo: Perspectivas, v15, n. 3, 2001. p. 67-81.

TOVAR, Virgie. Meu corpo, minhas medidas. São Paulo: Primavera Editorial, 2018. VOZ DAS GORDAS. Grupo no Facebook para mulheres gordas (2016, 2017, 2018, 2019). Disponível em: https://www.facebook.com/VozdasGordas/.

WOLF, Naomi. O mito da beleza: Como as imagens de beleza são usadas contra as mulheres. Rio de Janeiro: Rocco, 1992, 2018.

Downloads

Publicado

2021-11-30

Como Citar

JIMENEZ-JIMENEZ, M. L.; PIONÓRIO, L. “Se não me cabe, não me serve”: gordofobia na moda plus size. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 33, p. 170–189, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i33.1437. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1437. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê