Moda e globalização no Brasil contemporâneo

Autores

  • Miqueli Michetti

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.v3i5.310

Palavras-chave:

moda, globalização, identidade nacional, Brasil.

Resumo

O artigo procura compreender como a moda produzida no Brasil se posiciona em um mercado global, no qual a idéia da diversidade assume caráter positivo, valorizando consigo a especificidade do nacional brasileiro como um símbolo distintivo. Contudo, esse caráter nacional, traduzido em uma visão de brasilidade, é cercado por processos de conformação simbólica dos quais atores mundiais participam. A brasilidade não será, então, definida nas fronteiras nacionais, mas em um contexto mais amplo, cujas forças em disputa, se são mundiais, também são distribuídas desigualmente. A indústria brasileira da moda, assim, deve trabalhar com um símbolo tornado distintivo – a brasilidade –, mas sobre o qual não tem o monopólio, necessitando empreender uma série de processos de negociação por legitimidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, C.; RUBIN, D. A indústria da moda: os lucros estão na moda. Brasileiros, nº 4, out. 2007.

BOURDIEU, Pierre. A produção da crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. São Paulo: Zouk, 2004.

CRANE, D. A moda e seu papel social: classe, gênero e identidade das roupas. São Paulo: Senac São Paulo, 2006.

DINIZ FILHO, A. Entrevista à revista Textilia. Ano XVII, nº 67, jan/fev/mar 2008.

IANNI, O. Teorias da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LEÃO, J. A engenharia da moda e os programas das TVs por assinatura: análise das tendências de moda primavera/verão 97 através dos estudos de casos das empresas “Promostyl”, “Ciba” e “Du Pont” e os “86-60-86” e “Style”. Campinas, 2001. Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual

de Campinas. Instituto de Artes.

LEITÃO, D. K. Brasil à moda da casa: imagens da nação na moda brasileira contemporânea. Porto Alegre, 2007. Tese (Doutorado em Antropologia Social). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

ORTIZ, R. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 1996.

_____. Anotações sobre o universal e a diversidade. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, jan./abr. 2007.

_____. A diversidade dos sotaques: o inglês e as ciências sociais. São Paulo: Brasiliense, 2008.

STEELE, V. Paris fashion: a cultural history. Nova Yorque: Oxford Univesity Press, 1999.

THOMAS, D. Deluxe: como o luxo perdeu o brilho. Os bastidores da atual indústria da moda. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008

WILLIAMS, R.H. Dream Worlds: mass consumption in late nineteenth-century France. Los Angeles: University of California Press, 1991.

WEB REFERÊNCIAS

www.abit.org.br

www.abest.com.br

www.apexbrasil.com.br

www.spfw.com.br

www.wgsn.com

Downloads

Publicado

2009-02-10

Como Citar

MICHETTI, M. Moda e globalização no Brasil contemporâneo. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], v. 3, n. 5, p. 62–67, 2009. DOI: 10.26563/dobras.v3i5.310. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/310. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos