A maquiagem tem um gênero? Olhares sobre a maquiagem masculina

  • Catherine Lanoë
  • Thiago Mattos

Resumo

Como atestam hoje muitos artigos e peças publicitárias, o uso de cosméticos e de maquiagem não é mais exclusividade feminina: os produtos destinados aos homens ganharam as prateleiras das perfumarias. Ao mesmo tempo, como podemos perceber nas fotografias de moda e nas ruas das grandes cidades, esses produtos eventualmente ajudam a forjar aparências que tornam mais imprecisas as delimitações entre as identidades sexuais. Alguns observadores, influenciados pelas reflexões sobre gênero, concluem que se trata de uma outra relação com o corpo, com o sexo biológico, baseada sobre uma maior liberdade de expressão do indivíduo — a não ser que a expressão da individualidade tenha se tornado, ao contrário, uma nova obrigação social... De todo modo, é inegável que ocorreram mudanças nas representações das identidades sexuais em relação aos últimos dois séculos e em relação às práticas de maquiagem, quase exclusivamente femininas até recentemente. [...]

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBE, Simon. Le Parfumeur royal ou l’art de parfumer avec les fleurs et composer toutes sortes de parfums, tant pour l’odeur que pour le gout. Paris: edições Simon Augustin Brunet, 1699; reimpressão em Paris: Aux Amateurs de Livres, Klincksiek, 1992.

CARACCIOLLI, Louis Antoine de. Le Livre des quatre couleurs. Paris: Duchêne, 1760.

CHATOUNIÈRES, Félix Grenaille de. L’Honnête Fille. 3 v. Paris: J. Pasié, 1639-1640.

COYER, Gabriel François. L’Année merveilleuse ou les Hommes-femmes. Paris, 1748.

D’AUBIGNÉ, Théodore Agrippa. Les Tragiques. Paris: Garnier, 1931 [1616].

FARD. In: ENCYCLOPEDIANA, ou dictionnaire encyclopédique des Ana, suplemento da Encyclopédie méthodique. Paris: Panckoucke, 1791.

JONES, Jenniger. Sexing La Mode: Gender, Fashion and Commercial Culture in Old Regime France. Oxford: Berg Publishers, 2004.

LANOË, Catherine. La Poudre et le Fard. Une histoire des cosmétiques de la Renaissance aux Lumières. Seyssel: Champ Vallon, 2008.

LE BRETON, David. Des Visages. Paris: Métaillé, 1992.

MANUSCRITOS franceses. Paris, BnF, novas aquisições 7909.

RAUSER, Amelia. Hair, Authenticity, and the Self Made Macaronis. Eighteenth-Century Studies, v. 38, n. 1, p. 101-117, 2004.

SAINT-SIMON. Mémoires. Paris: Gallimard, 1990.

VILLEMERT, Pierre-Joseph Boudier de. L’Ami des femmes. Paris: Quai des Augustins, 1759

Publicado
2019-04-29
Como Citar
Lanoë, C., & Mattos, T. (2019). A maquiagem tem um gênero? Olhares sobre a maquiagem masculina. dObra[s] – Revista Da Associação Brasileira De Estudos De Pesquisas Em Moda, 12(25), 230-235. https://doi.org/10.26563/dobras.v11i25.863
Seção
Costuras