O vestir e os conflitos femininos na obra de Clarice Lispector: o caso do chapéu da rapariga

Autores

  • Solange R. Mezabarba

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.v13i28.1058

Palavras-chave:

Clarice Lispector. Chapéu. Epifania. Mulheres das classes médias. Honra e vergonha.

Resumo

O conto de Clarice Lispector Devaneios e embriaguez de uma rapariga é tomado como estudo de caso, no qual um chapéu, como elemento da prática de vestir, é o motivo da epifania da personagem central. Cansada da vida que leva por causa das suas obrigações domésticas, a protagonista se vê desafiada pelo chapéu de uma jovem que encontra em uma tasca. O conto é exemplar para discutir questões da vida feminina no Brasil da década de 1950, revisitando a vida e a obra da escritora à luz do pensamento de Julian Pitt-Rivers. Este autor discute as categorias honra e vergonha, conectando-as ao julgamento moral das mulheres das camadas médias na sociedade andaluza. Assim, o texto a seguir procura refletir sobre a condição feminina das camadas médias no Brasil e o chapéu como objeto que dialoga com essas inquietações. O chapéu como corolário de posição social incomoda a personagem de Lispector. Somente a resiliência ante as obrigações normatizadas como práticas femininas nos segmentos médios poderá livrar aquela mulher da humilhação provocada pelo chapéu da outra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBOSA, Vânia M. C.; MORAES, Vera Lúcia A. de. A linguagem de Clarice Lispector como

desautomatização da vida. Revista de Letras. Universidade Tecnológica Federal do Paraná,

n. 29, v. 1-2, 2007/2008, p. 107-120.

BARTHES, Roland. Inéditos Vol. 3: imagem e moda. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São

Paulo: Martins Fontes, 2005. (Coleção Roland Barthes)

BUITONI, Dulcília S. Mulher de papel: a representação da mulher pela imprensa feminina

brasileira. São Paulo: Summus, 2009.

COL, Giovanni da; SHRYOCK, Andrew (Edits.). From hospitality to grace. A Julian Pitt-Rivers

omnibus. Chicago: Hau Books, 2017.

COUTO, Caroline P. O chapéu-panamá nas ruas cariocas: um ensaio sobre seus significados

e usos. Revista Antropolítica. Universidade Federal Fluminense, Niterói/RJ, n. 45, 2. sem.

, p. 182-212.

CRANE, Diana. A moda e seu papel social: classe, gênero e identidade das roupas. São

Paulo: Senac, 2006.

CRUZ, Stéphanie Gomes da. Os usos e a produção do chapéu em Portugal: uma experiência

de mediação patrimonial no Museu da Chapelaria. 210 f. Dissertação (Mestrado em História

e Patrimônio) – Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto (Portugal), 2015.

DAMATTA, Roberto. A casa e a rua. Espaço, cidadania, mulher e morte no Brasil. Rio de

Janeiro: Rocco, 1997.

DELIUS, Bárbara. Histoire de la mode au XXe siècle. Cologne: Druckhaus Locher, 2000.

EICHER, Joanne. The Anthropology of Dress. Dress, v. 27, 2000. p. 59-70.

FRANCO JÚNIOR, Arnaldo. Operadores de leitura da narrativa. In: BONNICI,

Thomas; ZOLIN, Lúcia Osana (Orgs.) Teoria literária. Abordagens históricas e tendências

contemporâneas. Maringá: Eduem, 2003.

FREYRE, Gilberto. Casa grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da

economia patriarcal. São Paulo: Global, 2003.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e mucambos: decadência do patriarcado e desenvolvimento

do urbano. São Paulo: Global, 2003.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1985.

GOTLIB, Nádia B. Clarice: uma vida que se conta. São Paulo: Ática, 1995.

IANNACE, Ricardo. A leitora Clarice Lispector. São Paulo: Editora Universidade de São

Paulo, 2001. (Ensaios de Cultura 18)

LATOUR, Bruno. Reflexão sobre o culto moderno dos deuses fe(i)tiches. Bauru: EDUSC,

LÉVI-STRAUSS, Claude. Introdução à obra de Marcel Mauss. In: MAUSS, Marcel. Sociologia e

antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

LISPECTOR, Clarice. Laços de família. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva. In: MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São

Paulo: Cosac Naify, 2003.

MEZABARBA, Solange R. Vestuário e cidades: ethos, consumo e apresentação de si no Rio de

Janeiro e São Paulo. 2012. 367 f. Tese (Doutorado em Antropologia) – Programa de Pós-Graduação

em Antropologia da Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.

MICELI, Sérgio de. Intelectuais e classe dirigente no Brasil (1920-1945). São Paulo: Difel,

MILLER, Daniel. Trecos, troços e coisas. Estudos antropológicos sobre cultura material.

Trad. Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

MORAES FILHO, Evaristo de (Org.). Georg Simmel – Sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

MOSER, Benjamin. Clarice: uma biografia. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

NODARI, Alexandre. Alterocupar-se: obliquação e transicionalidade na experiência literária.

In: Estud. Lit. Bras. Contemp. (on-line). n. 57, e5715, 2019. Epub june 27, 2019. ISSN 1518-

Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/2316-4018573. Acesso em: 20 jan. 2020.

NUNES, Maria A. (Org.). Correio feminino – Clarice Lispector. Rio de Janeiro: Rocco, 2006.

NUNES, Maria A. (Org). Só para mulheres: conselhos, receitas e segredos – Clarice Lispector.

Rio de Janeiro: Rocco, 2008.

PITT-RIVERS, Julian. Honra e posição social. In: PERISTIANY, J. G. Honra e vergonha. Valores

das sociedades mediterrânicas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, s.d.

SEGATO, Maiara C.; COQUEIRO, Wilma dos S. Epifania: clímax da narrativa nos contos de

Clarice Lispector. Revista NUPEM. Universidade Estadual do Paraná, Campo Mourão, v. 4, n.

, ago./dez., 2007/2008, p. 81-84.

SILVANO, Filomena; MEZABARBA, Solange. Encontros entre moda e antropologia: inícios, debates

e perspectivas. Cadernos de Arte e Antropologia (on-line), v. 8, n. 1, 2019. Disponível em: http://

journals.openedition.org/cadernosaa/1869. Acesso em: 6 out. 2019.

SIMMEL, Georg. Filosofia da moda e outros escritos. Lisboa: Edições Texto & Grafia, 2008.

VEBLEN, Thorstein. A teoria da classe ociosa. São Paulo: Abril Cultural, 1980. (Os Pensadores)

Downloads

Publicado

2020-04-09

Como Citar

MEZABARBA, S. R. O vestir e os conflitos femininos na obra de Clarice Lispector: o caso do chapéu da rapariga. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], v. 13, n. 28, p. 27–42, 2020. DOI: 10.26563/dobras.v13i28.1058. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1058. Acesso em: 29 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê