Corpos enxutos, corpos desnudos: a moda na imprensa ilustrada carioca e a disseminação de uma nova estética corporal (1920-1940)

Palavras-chave: Corpo, Gênero, Imprensa, Moda

Resumo

[resumo] Este artigo tem por objetivo apresentar a construção de diálogos em torno das novas exigências do corpo da brasileira visíveis a partir da década de 1920, considerando a análise da moda disseminada nas revistas ilustradas cariocas Para todos, Careta e O Malho. O período escolhido – de 1920 a 1940 – é de significativas mudanças sociais, culturais e econômicas no Brasil e também do desenvolvimento dos discursos sobre as práticas cor-porais e esportivas que contribuíram para a ideia de cuidado corporal como algo atrelado à saúde, à beleza e à força produtiva. A análise dos periódicos é realizada a partir de uma discussão teórica que entrelaça história do corpo, questões de gênero, moda, discursos mé-dicos e normativos. Dessa forma, considera autores como Georges Vigarello (2011), Deni-se Sant’anna (2016), Carmen Lúcia Soares (2011) e Michel Foucault (1999). Os resultados revelam a construção de olhares pautados em convenções e estereótipos, limitadores de possibilidades individuais e sociais, a partir da imagem da mulher na fotografia, no texto ou na ilustração. Imagens que reafirmam os valores dominantes, a hierarquia entre os sexos.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Mello, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro com período sanduíche na Kendall College of Art and Design - Ferris State University (2020). Bolsista CNPq.

Referências

ASSUMPTOS internacionaes. O Malho, Rio de Janeiro, n. 1426, 11 jan. 1930, p. 18.

BARTKY, Sandra. Foucault, femininity and the modernization of patriarchal power. In: CONBOY Katie; MEDINA Nadia; STANBURY Sarah (orgs.). Writing on the body: female embodiment and feminist theory. Nova York: Columbia University Press, 1997, p. 129-154.

CARETA. Rio de Janeiro: 2 set. 1922, p. 27-28 e p. 32-33. Disponível em: http://objdigital. bn.br/acervo_digital/div_periodicos/careta/careta_1922/careta_1922_741.pdf. Acesso em: 11 jan. 2018.

COURTINE, Jean-Jacques. O corpo anormal: história e antropologia culturais da deformidade. In: CORBIN, Alain; COURTINE, Jean-Jacques; VIGARELLO, Georges (orgs.). História do corpo: as mutações do olhar. O século XX. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

ENTRE nós. Careta, Rio de Janeiro, n. 2125, 19 mar. 1949, p. 13.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 20 ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

GALERIA dos artistas da tela. Careta, Rio de Janeiro, n. 1385, p. 36, 5 jan. 1935. Disponível em: http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_periodicos/careta/careta_1935/careta_1935_1385. pdf. Acesso em: 9 jan. 2019.

GALERIA dos artistas da tela. Careta, Rio de Janeiro, n. 1543, p. 31, 15 jan. 1938. Disponível em: http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_periodicos/careta/careta_1938/careta_1938_1543.pdf. Acesso em: 9 jan. 2019.

GOELLNER, Silvana. Bela, maternal e feminina: imagens da mulher na revista Educação Physica. Ijuí: Ed. Unijuí, 2003.

KOBAYASHI, Elizabeth; HOCHMAN, Gilberto. O “CC” e a patologização do natural: higiene, publicidade e modernização do Brasil do pós-Segunda Guerra Mundial. Anais do Museu Paulista: história e cultura material, n. 23, v. 1, p. 67-89. Disponível em: https://doi. org/10.1590/1982-02672015v23n0103. Acesso em: 26 jul. 2019.

L de Elegância. Para Todos, Rio de Janeiro, n. 629, 3 jan. 1931, p. 34. Disponível em: http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_periodicos/para_todos/para_todos_1931/para_ todos_629.pdf. Acesso em: 9 jan. 2018.

L de Elegância. Para Todos, Rio de Janeiro, n. 631, 17 jan. 1931, p. 36. Disponível em: http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_periodicos/para_todos/para_todos_1931/para_ todos_631.pdf. Acesso em: 9 jan. 2018.

LIPOVETSKY, Gilles. Da leveza: rumo a uma civilização sem peso. 1. ed. São Paulo: Amarilys, 2016.

MELO, Victor Andrade de. O corpo esportivo nas searas tupiniquins: panorama histórico. In: DEL PRIORE, Mary; AMANTINO, Marcia (orgs). História do corpo no Brasil. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

NOGUEIRA, Clara. Revista Careta (1908-1922): símbolo da modernização da imprensa no século XX. Miscelânea. v. 8, jul./dez. 2010. Disponível em: http://www.assis.unesp.br/Home/PosGraduacao/Letras/RevistaMiscelanea/v8/clara.pdf. Acesso em: 10 jan. 2019.

MOULIN, Anne-Marie. O corpo diante da medicina. In: CORBIN, Alain; COURTINE, Jean-Jacques; VIGARELLO, Georges (orgs.). História do corpo: as mutações do olhar. O século XX. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

PARA Todos. Rio de Janeiro: n. 474, 14 jan. 1928. Disponível em: http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_periodicos/para_todos/para_todos_1928/para_todos_474.pdf. Acesso em: 13 ago. 2018.

REIS, Nelio. A festa nas praias. Careta, Rio de Janeiro, n. 1543, v. 1, 1938, p. 28-29.

SALVETTI, Xenia. As roupas nas práticas corporais e esportivas: a educação do corpo entre o conforto, a elegância e a eficiência (1920-1940). Projeto história. São Paulo, n. 49, abr. 2014, p. 435-444.

SANT’ANNA, Denise. Gordos, magros e obesos: uma história de peso no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade, 2016.

SOARES, Carmen Lúcia. As roupas nas práticas corporais e esportivas: a educação do corpo entre o conforto, a elegância e a eficiência (1920-1940). Campinas: Autores Associados, 2011, 148p.

Publicado
2020-08-03
Como Citar
Mello, J. (2020). Corpos enxutos, corpos desnudos: a moda na imprensa ilustrada carioca e a disseminação de uma nova estética corporal (1920-1940). dObra[s] – Revista Da Associação Brasileira De Estudos De Pesquisas Em Moda, 14(29), 204-221. https://doi.org/10.26563/dobras.v14i29.1144
Seção
Dossiê