300 years of bodies and corsets in their rhythmic manifestations

for a fashion semiotics

Autores

  • Marilia Jardim

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i31.1286

Palavras-chave:

Corset, Corpo feminino, Moda ocidental, Semiótica visual, Sociossemiótica

Resumo

O presente artigo parte do projeto de pesquisa que analisou 300 anos da práticade constrição do torso feminino, com o objetivo de apresentar as teorias que ofereceram o suporteteórico à investigação, explorando em que medida sua intersecção e articulação pode serpostulada como um método de análise de objetos da moda. Partindo dos trabalhos semióticospreocupados com a plástica dos objetos, particularmente as teorias propostas por Greimas esubsequentemente desenvolvidas por Floch e Oliveira, propomos um exame da moda além desua plástica, explorando as maneiras como as relações entre corpo e vestimenta se traduzemem problemas do discurso e das interações narrativas, retornando à semiótica de Greimas e àsociossemiótica de Landowski. A combinação de teorias apresentadas neste artigo foi utilizadana investigação de um corpus de dispositivos femininos utilizados para re-modelar a silhuetada mulher pela História, tais como corsets e crinolinas, e também os vários tipos de shapers,em conjunto com a análise de textos de suporte, como obras de arte, trabalhos literários, peçasda cultura popular e anúncios publicitários. O trabalho apresenta os passos da investigação queocorreram entre 2012 e 2014 – a seleção do corpus e seu estudo – bem como os desenvolvimentosfuturos que partem desse primeiro exame, promovendo a reconstrução do trabalho que resultaem uma proposição metodológica que serve não apenas à análise de objetos vestimentares,mas que é pertinente a quaisquer outras manifestações que sejam sujeitas a mudanças rítmicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilia Jardim

Doctoral Researcher of Communication and Media, University of Westminster (UK). Senior Lecturer of Contextual and Critical Studies, University for the Creative Arts (UK).

Referências

BAUDELAIRE, Charles. The painter of modern life. London: Phaidon, 1964.

BOUCHER, François. História do vestuário no Ocidente. São Paulo: Cosac Naify, 2010.

BRAGA, João. História da moda: uma narrativa. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2004.

FLOCH, Jean-Marie. Petites mythologies de l’oeil et de l’esprit. Paris, Amsterdam: Hadès-Benjamins, 1985.

GREIMAS, Algirdas-Julien. Du sens. Paris: Seuil, 1970.

GREIMAS, Algirdas-Julien. Semiótica e ciências sociais. São Paulo: Cultrix, 1976.

GREIMAS, Algirdas-Julien. Du sens II. Paris: Seuil, 1983.

GREIMAS, Algirdas-Julien. Sémiotique figurative et sémiotique plastique. Actes Sémiotiques, v. VI, n. 60, 1984, p. 3-24.

GREIMAS, Algirdas-Julien. Sémantique structurale. Paris: PUF, 1986.

GREIMAS, Algirdas-Julien. La mode en 1830. Paris: PUF, 2000.

GREIMAS, Algirdas-Julien. Da imperfeição. Trad. Ana Claudia de Oliveira. São Paulo: Hacker, 2002.

GREIMAS, Algirdas-Julien; COURTÉS, Joseph. Dictionnaire raisonné de la théorie du langage. Paris: Hachette, 1993.

HAMMAD, Manar. Expression spatiale de l’énonciation. Cruzeiro Semiótico, n. 5, 1986, p. 38-79.

HART, Avril; NORTH, Susan. Seventeenth and eighteenth-century fashion in detail. London: V&A, 1998.

HJELMSLEV, Louis. Prolégomènes à une théorie du langage. Paris: Minuit, 1966.

JARDIM, Marilia. O corset na moda ocidental. 2014. 226 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica, PUC-SP, São Paulo, 2014.

JARDIM, Marilia. The corset and the veil as disruptive manifestations of clothing: the tightlacer and the Tuareg. Revista dObra[s], v. 12, n. 25, 2019, p. 53-74.

JARDIM, Marilia. The corset and the hijab. Absence and presence in the 19th and 20thcentury fashion system. Actes Sémiotiques, n. 123, 2020. Available at: https://www.unilim.fr/actes-semiotiques/6415. Acess in: 18th of March 2021

JOHNSTON, Lucy. Nineteenth-century fashion in detail. London: V&A, 2005.

KUNZLE, David. Fashion and fetishism: corsets, tight-lacing & other forms of bodysculpture. Stroud: Sutton, 2004.

LANDOWSKI, Eric. A Sociedade refletida. São Paulo: EDUC/Pontes, 1992.

LANDOWSKI, Eric. Présences de l’autre. Paris: PUF, 1997.

LANDOWSKI, Eric. Passions sans nom. Paris: PUF, 2004.

LANDOWSKI, Eric. Les interactions risquées. Limoges: PULIM, 2005.

LANDOWSKI, Eric. Avoir prise, donner prise. Actes Sémiotiques, n. 112, 2009, available at: https://www.unilim.fr/actes-semiotiques/2852. Acess in: 18th of March 2021

LANDOWSKi, Eric. Régimes d’espace. Actes Sémiotiques, n. 113, 2010, available at: https://www.unilim.fr/actes-semiotiques/1743. Access in: 18th of March 2021

LYNN, Eleri. Underwear fashion in detail. London: V&A, 2010.

OLIVEIRA, Ana Claudia. Semiótica plástica. São Paulo: Hacker, 2004.

OLIVEIRA, Ana Claudia. Visualidade processual da aparência. In: OLIVEIRA, Ana Claudia; CASTILHO, Kathia (eds). Corpo e moda: Por uma compreensão do contemporâneo. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2008, p. 93-104.

SAUSSURE, Ferdinand. Cours de linguistique générale. Paris: Payot, 1922.

STEELE, Valerie. Fetish: fashion, sex and power. Oxford: Oxford University Press, 1997.

STEELE, Valerie. The corset: A cultural history. New Haven & London: Yale University Press, 2001.

STEVENSON, Angus (org). Oxford Dictionary of English. Oxford: Oxford University Press, 2010.

Downloads

Publicado

2021-04-14

Como Citar

JARDIM, M. 300 years of bodies and corsets in their rhythmic manifestations: for a fashion semiotics. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 31, p. 41–63, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i31.1286. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1286. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

I. Roupa, corpo, moda nas construções de sentido