Uma montagem desordenada de roupas e gestos: as tessituras do romance “Um amor incômodo”, de Elena Ferrante

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i39.1660

Palavras-chave:

Elena Ferrante, “Um amor incômodo”, Roupas, Pistas, Trauma

Resumo

No romance “Um amor incômodo”, escrito pela autora italiana Elena Ferrante, a narradora e protagonista Delia busca, por meio de pistas encontradas em diversas peças de roupas, descobrir como foram os últimos dias de vida da sua mãe, que morreu afogada em uma praia próxima a Minturno. Assim sendo, este artigo apresenta uma leitura de como os itens da vestimenta são importantes no desenvolvimento da trama, tanto para a investigação de Delia, quanto para elaboração do luto e para a rememoração do passado da protagonista. Como referencial teórico, destacam-se Sinais: raízes de um paradigma indiciário, de Carlo Ginzburg; O casaco de Marx, de Peter Stallybrass, e Além do princípio do prazer, de Sigmund Freud.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna da Silva Nunes

Doutora em Letras – Estudos de Literatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul com período sanduíche na Ruhr-Universität Bochum (CAPES/DAAD). bsnunes91@gmail.com. http://lattes.cnpq. br/4687287365483131

Rodrigo Cézar Dias

Doutor em Letras – Estudos de Literatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul com período sanduíche na Universidade de Coimbra (CAPES/PrInt). rodrigocezardias@gmail.com. http://lattes. cnpq.br/9983063773081925.

Referências

BRITO JUNIOR, Antonio Barros de. Vigilância e autocontrole em Um amor incômodo, de Elena Ferrante. Entrelaces, Fortaleza, v. 11, n. 4, 2021. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/entrelaces/article/view/71497. Acesso em: 15 mar. 2023.

FELIPPI, Vera. Decifrando rendas: processos, técnicas e história. Porto Alegre: Ed. da Autora, 2021.

FERRANTE, Elena. Um amor incômodo. Tradução de Marcello Lino. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2017.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos. Tradução de Walderedo Ismael de Oliveira. Rio de Janeiro: Imago Editora, 2001.

FREUD, Sigmund. Além do princípio do prazer. In: FREUD, Sigmund. Obras completas: História de uma neurose infantil (“O homem dos lobos”), Além do princípio do prazer e outros textos (1917-1920). São Paulo: Companhia das Letras, 2010. E-book.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. 2. ed. Tradução de Federico Carotti. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GREGGIANIN, Mônica. O sutiã como mercadoria contemporânea em uma perspectiva cognitiva. 2015. 115 f. Dissertação (Mestrado em Design) – Programa de Pós-Graduação em Design, Universidade do Vale dos Sinos, Porto Alegre, 2015.

MULLER, Fernanda Suely; RODRIGUES, Antonia Dayane Figueiredo. A personificação do dialeto como violência em Um amor incômodo, de Elena Ferrante. Revista Italiano UERJ, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.12957/italianouerj.2022.70729. Acesso em: 15 mar. 2023.

STALLYBRASS, Peter. O casaco de Marx: roupas, memória, dor. 4. ed. Tradução de Tomaz Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

Downloads

Publicado

2023-11-28

Como Citar

DA SILVA NUNES, B.; CÉZAR DIAS, R. Uma montagem desordenada de roupas e gestos: as tessituras do romance “Um amor incômodo”, de Elena Ferrante. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 39, p. 98–112, 2023. DOI: 10.26563/dobras.i39.1660. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1660. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê