A dimensão semiótica na alta-costura de Chanel

Kledir Henrique Lopes Salgado, Ligia Viana

Resumo


Neste artigo, são investigados os procedimentos que tecem as estratégias discursivas da casa de moda Chanel, com o objetivo de buscar seu processo de significação. Para tanto, será utilizado o aparato teórico e metodológico da semiótica greimasiana, a partir do qual serão apresentados um re-coser dos princípios ordenadores do discurso vestimentar da Chanel com vistas à apreensão dos efeitos de sentido advindos de sua produção de alta-costura. No estudo proposto, ganham destaque as análises referentes à plástica dos objetos, pois ela se apresenta como um importante
constituinte da significação deles.


Palavras-chave


moda; Chanel; semiótica.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. São Paulo/Brasí­lia: Ed. Hucitec/Ed. Universidade de Brasília, 1987.

BARTHES, Roland. O duelo Chanel-Courréges. In: Sistema da moda. Vol.3. Imagem e moda. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

BAUDOT, François. A moda do século. São Paulo: Cosac &Naify, 2002.

BRANDÃO, Joyce Maria Silveira. Desenho: a materialidade significante. In: Caderno de discussão do Centro de Pesquisa Sociossemióticas. São Paulo, 2003.

CASTILHO, Kathia; MARTINS, Marcelo. Discursos de moda: semiótica, design e corpo. São Paulo: Editora Anhembi Morumbi, 2005.

CHARLES-ROUX, Edmonde. A era Chanel. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

CUNNINGHAM, Rebecca. The Magic Garment: principles of costume design, prospect heights, Illinois. Waveland Press, 1994([1989]).

DONDIS, Donis. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

FLOCH. Jean-Marie. Identitàvisive: costruirel’identità a partire dai segni. Introduzione di Giulia Ceriani. [traduzione di Lisa Ranelletti]. 3o Ed. Milano: Franco Angeli, 2002.

GERALDINE, Maria Carolina Garcia. Moda e identidade no cenário contemporâneo brasileiro, uma análise semiótica das coleções de Ronaldo Fraga. São Paulo, 2002. Dissertação (Mestrado). PUC-SP.

GREIMAS Algirdas Julien. Da imperfeição. Trad. Ana Cláudia de Oliveira. São Paulo: Hacker Editores, 2002.

GREIMAS, Algirdas Julien ; COURTÉS, Joseph . Dicionário de semiótica. São Paulo: Cultrix, 1979.

GREIMAS, Algirdas Julien. Semiótica figurativa e semiótica plástica. In: OLIVEIRA, Ana Cláudia de. Semiótica Plástica. São Paulo: Hacker, 2004.

LIPOVETSKY, Gilles; ROUX, Elyette. O luxo eterno: da idade do sagrado ao tempo das marcas.SãoPaulo: Companhia das Letras, 2005.

MERLEAU-PONTY, M. O visível e o invisível. Trad. J. A. Gianotti e A. M. d’Oliveira. São Paulo: Perspectiva, 1992, p.113.

Pastoureu, Michel. O pano do diabo: uma história das listras e dos tecidos listrados. São Paulo: Editora Jorge Zahar,1991.

PEDROSA, Israel. Da cor à cor inexistente.10a. ed., 2a.reimp. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2013.

PEZOLLO, Dinah Bueno. Tecidos: histórias, tramas, tipos e usos. São Paulo: Senac, 2007.

PIETROFORTE, Antonio Vicente. Semiótica visual: o percurso do olhar. 2a ed. São Paulo: Contexto, 2010.

SALLES, CECÍLIA. ALMEIDA. Gesto inacabado: processo de criação artística. 4a ed. São Paulo: Fapesp/Anablumme, 2009.

SIGNE CHANEL. Direção: Loic Prigent. Documentário mostrado pela BBC, 2005. 1 DVD, 4 episódios (80min), NTSC, color. Título original: Signè Chanel, francês legendado em inglês.

UDALE, Jenny. Fundamentos do design de moda: tecidos e a moda. Trad. Edson Fumankiewick. Porto Alegre: Bokman, 2009.

USPENSKII, Boris Andreyevich. Elementos estruturais comuns às diferentes formas de arte. Princípios gerais de organização da obra em pintura e literatura. In: SCHNAIDERMAN, B. Semiótica russa. São Paulo: Perspectiva, 1979.

VICENTINI, Claudia Regina Garcia. Estudos semiótico das lingeries na construção dos regimes de

visibilidade da mulher brasileira. São Paulo, 2005. Dissertação (Mestrado). PUC-SP.

WÖLFFLIN, Heinrich. Conceitos fundamentais da História da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 2000.




DOI: https://doi.org/10.26563/dobras.v9i19.456

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda



Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.