Jornalismo de moda e visualidades femininas nas revistas ilustradas de Salvador no início do século XX

Palavras-chave: Moda, Revistas ilustradas, Mulheres, Visualidade de si, Salvador

Resumo

Este artigo visa discutir e analisar como a presença de um conteúdo sobre moda nas revistas ilustradas de Salvador, que surgiram no bojo da modernização da im-prensa da cidade do início do século XX, foi decisiva para a constituição e as disputas de sentido em torno de novas sociabilidades femininas relacionadas à presença e ao uso do espaço urbano. A partir da leitura de imagens e textos sobre moda, buscaremos perceber como a imprensa procurava controlar as novas formas de visualidade no uso da cidade pelas mulheres. Ao mesmo tempo, essas novas formas permitiam apropriações que possi-bilitavam às mulheres um protagonismo em lugares sociais pouco acessíveis, levando-as a questionarem o seu lugar e papel na vida pública e privada.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Sena dos Santos, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Mestre em História. Professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.
Renata Pitombo Cidreira, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Doutora em Comunicação e Cultura Contemporânea. Professora da Universidade Federal do Recôncavo da
Bahia.

Referências

A Caretinha: Salvador, 1914.

ALMEIDA, Nukácia Meyre Araújo de. Jornal das moças: leitura, civilidade e educação femininas (1932-1945). 2008. 261f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.

A Renascença: Salvador, 1916-1928.

Artes & Artistas: Salvador, 1920-1923.

Bahia Ilustrada: Rio de Janeiro, 1917-1920.

BARREIROS, Márcia da Silva. Educação, cultura e lazer das mulheres de elite em Salvador, 1890-1930. 1997. 188f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1997.

BONADIO, Maria Claudia. Moda e sociabilidade: mulheres e consumo na São Paulo dos anos 1920. São Paulo: Senac, 2007.

BRETON, David Le. A sociologia do corpo. 4 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

CAMUS, Renaud. Éloge du paraître. Paris: P.O.L. éditeur, 2000.

CLEMENTE, Mariana Braga. Moda e modos de consumo no Brasil do século XX: revistas e a construção de aparências. 2015. 360f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Faculdade de Comunicação, Filosofia, Letras e Artes, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

CIDREIRA, Renata Pitombo. A moda numa perspectiva compreensiva. Cruz das Almas: Editora da UFRB, 2014.

FREIRE, Maria Martha de Luna. Mulheres, mães e médicos: discurso maternalista em revistas femininas (Rio de Janeiro e São Paulo, década de 1920). 2006. 336f. Tese (Doutorado em História das Ciências e da Saúde) – Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz, Rio de Janeiro, 2006.

GOELLNER, Silvana Vilodre. Bela, maternal e feminina: imagens da mulher na Revista Educação Physica. Rio Grande do Sul: Editora Unijuí, 2003.

HABERT, Angeluccia Bernardes. A Bahia de outrora, agora: leitura de Artes & Artistas. Salvador: Academia de Letras da Bahia e Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, 2002.

LEITE, Rinaldo Cesar Nascimento. E a Bahia civiliza-se...: ideais de civilização e cenas de anti-civilidade em um contexto de modernização urbana: Salvador, 1912-1916. 1996. 162f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1996.

DE LUCA, Tania Regina. Mulher em Revista. In: BASSANEZI, Carla; PEDRO Maria Joana. A nova história das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2012.

MARTINS, Ana Luiza; DE LUCA, Tania Regina. História da imprensa no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Contexto, 2008.

MARTINS, Ana Luiza. Revistas em revista: imprensa e práticas culturais em tempos de República, São Paulo (1890-1922). São Paulo: Edusp, 2001.

MALUF, Marina; MOTT, Maria Lúcia. Recônditos do mundo feminino. In: SEVCENKO, Nicolau (org.). História da vida privada no Brasil: da belle époque à era do rádio. V. 3. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

OLIVEIRA, Cláudia de; VELLOSO, Monica Pimenta; LINS, Vera. O moderno em revistas: representações do Rio de Janeiro de 1890 a 1930. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

RAINHO, Maria do Carmo Teixeira. A cidade e a moda: novas pretensões, novas distinções – Rio de Janeiro, século XIX. Brasília: Editora UnB, 2002.

Revista do Brasil: Salvador, 1906-1912.

ROCHE, Daniel. A cultura das aparências. São Paulo: Editora Senac, 2007.

SAMPAIO, Consuelo Novais. 50 anos de urbanização: Salvador da Bahia no século XIX. Rio de Janeiro: Versal, 2005.

SANTOS, José Welinton Aragão dos. Formação da grande imprensa na Bahia. 1985. 133f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia. Salvador, 1985.

SCHOLL, Raphael Castanheira. A feminilidade que se aprende: a educação através da moda na Revista do Globo/RS (1929-1939). 2016. 202f. Tese (Doutorado em Educação) – Escola de Humanidades, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

SCOTT, Joan. Género: uma categoria útil de análise histórica. In: Educação e Realidade. Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 5-22, jul./dez. 1990.

SCHÜTZ, Alfred. Éléments de sociologie phénoménologique. Paris: Editions L’Harmattan, 1998.

SIMMEL, Georg. Filosofia da moda e outros escritos. Lisboa: Edições Texto & Grafia, 2008.

Publicado
2020-08-03
Como Citar
Sena dos Santos, H., & Pitombo Cidreira, R. (2020). Jornalismo de moda e visualidades femininas nas revistas ilustradas de Salvador no início do século XX. dObra[s] – Revista Da Associação Brasileira De Estudos De Pesquisas Em Moda, 14(29), 144-164. https://doi.org/10.26563/dobras.v14i29.1141
Seção
Dossiê