Ferramenta da moda artesanal como proposta metodológica para pesquisa em Psicologia Social

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i39.1662

Palavras-chave:

Moda, Psicologia, Metodologia, Ponto atrás, Decolonialidade

Resumo

O presente artigo descreve uma proposta metodológica utilizada em pesquisa que resultou em tese de doutorado em Psicologia Social – a ferramenta oferece possibilidades de aproximações colaborativas entre os campos da Moda e da Psicologia. A perspectiva decolonial da produção de conhecimento, que descortina a localização do ponto de vista de quem pesquisa, dá suporte para a construção dessa metodologia. Nomeada com base na artesania, a metodologia ponto atrás considera que diversas maneiras de
relação com a roupa produz diferentes modas, no plural, como a Psicologia Social já vêm sendo entendida desde a referência de Rosane Neves da Silva (2004). A partir das problematizações de Heloisa Helena Santos (2019) para o conceito de moda, da reflexão sobre os modos de subjetivação colonizadores feita por Frantz Fanon (1983) e considerando a potência da autonomeação de pessoas e grupos subalterternizados baseada na proposta de Patricia Hill Collins (2019), o artigo propõe intersecções desses campos desde o repertório semântico até as ferramentas materiais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helena de Barros Soares

Doutora. PPG Psicologia Social e Institucional UFRGS. hellsoares@gmail.com. http://lattes.cnpq. br/1623180033247053

Jaqueline Tittoni

Doutora. Professora Titular PPG Psicologia Social e Institucional, UFRGS. jatittoni@gmail.com. http://lattes.cnpq.br/5539072466903999

Referências

ASCENÇÃO: Serena Assumpção. [São Paulo]: Selo SESC, 2016. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=ZqSpzWptmGY&t=63s Acesso 20 out 2023.

AGAMBEN, Giorigio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

AKOTIRENE, Carla. O que é a interseccionalidade. Belo Horizonte: Ed Letramento, 2018. Cantigas de Umbanda e de Candomblé: pontos cantados e riscados de orixás. Rio de Janeiro: Pallas, 2011.

COLLINS, Patricia Hills. Pensamento feminista negro. São Paulo: Boitempo, 2019.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Rio de Janeiro: Fator, 1983.

FREUD, Sigmund. O estranho. Rio de Janeiro: Imago, 1919.

Identidade de nós. Direção: Win Wenders. Alemanha Ocidental/França, Produção: Win Wenders. DVD.1989.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero: a moda e seus destinos nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

PAÚL, Fernanda. ‘Lixo do mundo’: o gigantesco cemitério de roupa usada no deserto do Atacama. BBC, 27 jan, dia mês 2022. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-60144656. Acesso em: 5 jan. 2023.

PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

SANTOS, Heloisa Helena de Oliveira. Uma análise teórico-política decolonial sobre o conceito de moda e seus usos. Modapalavra e-periódico, v. 13, n. 28, p. 164-190, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.5965/1982615x13272020164. Acesso em: 9 fev. 2023.

SANTOS, Heloisa Helena De Oliveira; Medrado, Mi. Moda e decolonialidade: Colonialismo, vestuário e binarismo. 20º CBS, 2021. Disponível em: file:///C:/Users/hells/Downloads/ModaeDecolonialidade.pdf. Acesso em: 19 de fev 2023.

SILVA, Rosane Neves. Notas para uma genealogia da Psicologia Social. Psicologia & Sociedade, Rio Grande do Sul, v. 16, n. 2, p. 12-19; maio/ago. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/psoc/a/pwpgKKHvZdsYVYxBDFJPMrs/?format=pdf&lang=pt. Acesso em:

out. 2023.

SILVESTRE, Gustavo. Ponto firme. Disponível em https://www.gustavosilvestre.com/projeto-social-social-project. Acesso em: 25 mar. 2023.

SOARES, Helena de Barros. Lock down é tranca-rua: espaço na cultura e clínica para a decolonialidade. Correio da Appoa, v. 301/302, ago./set. 2020. Disponível em: https://appoa.org.br/correio/edicao/301/lock_down_e_tranca_rua_espaco_na_cultura_e_clinica_

para_a_decolonialidade/870. Acesso em: 13 fev. 2023.

SODRÉ, Muniz. O terreiro e a cidade: a forma social negro-brasileira. Petrópolis: Editora Vozes, 1988.

TITTONI, Jaqueline; DA SILVA, Aline kelly; ALVES, Camila Pereira; GOULART, Marilu; CASTRO, Thiele da Costa Muller (orgs.). Entrenós: palavras que me lembram...| escritos de pandemia. Porto Alegre: UFRGS, 2021.

Downloads

Publicado

2023-11-28

Como Citar

DE BARROS SOARES, H.; TITTONI, J. Ferramenta da moda artesanal como proposta metodológica para pesquisa em Psicologia Social. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 39, p. 165–179, 2023. DOI: 10.26563/dobras.i39.1662. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1662. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê