O nome dela é Jenifer

representatividade gorda importa

Autores

  • Agnes de Sousa Arruda

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i33.1430

Palavras-chave:

Gordofobia, Representatividade gorda, Comunicação e arte, Mídia

Resumo

Apesar de a gordofobia ser entendida como o preconceito contra as pessoas gordas, tal preconceito é experimentado de maneira muito mais visceral entre as mulheres. O estigma do peso na sociedade contemporânea e as representações midiáticas das mulheres gordas atuam em uma espécie de cabo de força, ora tensionando mais para um lado, ora para outro. Ao estudar tais representações em uma pesquisa que combina revisão de literatura e análise de conteúdo em uma perspectiva complexa, entendeu-se que a ideia que se tem das corporeidades gordas perpassa justamente pela forma como elas são representadas na mídia, incluindo nesse contexto suas vestes e relações com as mesmas. Este artigo apresenta, além de alguns dos mecanismos de ação da gordofobia na relação do peso com a mídia, uma forma de desconstrução desse preconceito a partir da própria representação midiática não estigmatizada do corpo gordo, tendo como exemplo o clipe de Jenifer, canção na voz de Gabriel Diniz, cuja interpretação da personagem principal ficou por conta da atriz Mariana Xavier, uma mulher gorda. São abordadas questões referentes aos padrões de beleza no que diz respeito ao tamanho do corpo feminino em contextos culturais distintos em um estudo que extrapola as interrelações entre gordura, raça e classe e cujo objetivo é não só inscrever a gordofobia como objeto de estudos na área da comunicação e das artes, como também promover a reflexão de que a desconstrução desse preconceito e a (re)apropriação e ressignificação desse corpo passa necessariamente pela representatividade da mulher gorda das mais diversas formas e nos mais diversos espaços.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Agnes de Sousa Arruda

Doutora pelo PPG em Comunicação da Universidade Paulista (UNIP-SP). Professora visitante da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Estágio pós-doutoral em andamento pelo PPG em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (UNISO-SP). Professora do PPG em Políticas Públicas e dos c ursos de Comunicação (graduação) da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC-SP).

Referências

ABL, Academia Brasileira de Letras. Palavra da Semana: Gordofobia. In Facebook. 15 fev. 2021. Disponível em: https://bit.ly/3mIcxrM. Acesso em 13 abr. 2021.

AIRES, Aliana Barbosa. De gorda à pluz size: a produção biopolítica do corpo nas culturas do consumo - entre Brasil e EUA. 2019. 2019. [230 f.]. Tese (Programa de Doutorado em Comunicação e Práticas de Consumo) - Escola Superior de Propaganda e Marketing, [São Paulo].

ARRUDA, Agnes de Sousa. O peso e a mídia: uma autoetnografia da gordofobia sob o olhar da complexidade. Tese (Doutorado em Comunicação). Universidade Paulista – UNIP. São Paulo, 2019.

ARRUDA, Agnes de Sousa; MIKLOS, Jorge. O PESO E A MÍDIA: Estereótipos da Gordofobia. In Revista Líbero. Ano XXIII - N.° 46. Jul./Dez. 2020.

BAITELLO Jr. Norval. Comunicação, Mídia e Cultura. In São Paulo em Perspectiva. V. 12, nº 04, Comunicação e Informação, Out-Dez. 1998. Disponível em https://cutt.ly/NvdXHWG. Acesso em 8 jun. 2015.

BALBINO, Jéssica. Quando eu emagrecer, vou ser feliz. In Peita. 28 jul. 2021. Disponível em: https://bit.ly/3pEg3XO. Acesso em 27 out. 2021.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1988.

CABRAL, Muniz Sodré de Araújo. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear e em rede. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

DINIZ, Gabriel. O nome dela é Jenifer. 21 set. 2018. Disponível em: https://cutt.ly/vvdQDbe. Acesso em 10 abr. 2020.

ELLIS, Carolyn; ADAMS, Tony E.; BOCHNER, Arthur P. Autoethnography: An Overview. In Forum Qualitative Sozialforschung / Forum: Qualitative Social Research, Vol 12, Nº 1 (2011). Disponível em https://cutt.ly/rvdQJJX. Acesso em 19 out. 2018.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. São Paulo: LTC, 1988.

GREER, Germane. A mulher total. Lisboa: Editorial Notícias, 1999.

LAUS, Maria Fernanda. Influência do padrão de beleza veiculado pela mídia na satisfação corporal e escolha alimentar de adultos. Tese (Doutorado em Psicobiologia) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.

MESTRE, Natália. A sibutramina, remédio pra emagrecer, matou minha irmã, diz publicitária. In Glamour. 1 mar. 2016. Disponível em: https://glo.bo/3aQpyYJ. Acesso em 22 mar. 2017.

MORIN, Edgar. Cultura de Massas no século XX: Neurose. 9. Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2005.

SANCHES, Rodrigo Daniel. Corpus Alienum: efeitos do discurso das novas dietas, corpoprojeto e mídia. 2018. Tese (Doutorado em Psicologia: Processos Culturais e Subjetivação) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.

NICOLOSI, Regina. Naturalidade sem natureza: a construção da mulher como simulacro na revista Plástica & Beleza. Dissertação (Mestrado em Comunicação). Universidade Paulista – UNIP. São Paulo, 2018.

O DIA. Mais de 60% dos jovens brasileiros dizem estar insatisfeitos com o corpo. 17 jun. 2012. Disponível em https://cutt.ly/wvdCt2n. Acesso em 22 mar. 2017.

QUEBRANDO o tabu. O nome dela é Jenifer. 30 jan. 2018. Disponível em https://bit.ly/2Q5Kk2j. Acesso em 29 abr. 2019.

VELHO, Gilberto (organizador). Desvio e divergência: uma crítica à patologia social. 5. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

VOMERO, Maria Fernanda. Por que uma pessoa se mata? 31 dez. 2002. Disponível em https://bit.ly/32jCaFW. Acesso em 20 mar. 2017.

XAVIER, Mariana. Canal no YouTube. https://cutt.ly/PvdAHbn. Acesso em 15 abr. 2021.

WHO, World Helth Organization. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva: Switzerland, 1995. Disponível em: https://bit.ly/2FahUyf. Acesso em 25 fev. 2021.

WOLF, N. O mito da beleza: como imagens de beleza são usadas contra as mulheres. 10. Ed. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 2020.

ZANIN, Tatiana. Entenda o que é anorexia alcoólica. Disponível em https://bit.ly/3sl2Uke. Acesso em 22 mar. 2017.

Downloads

Publicado

2021-11-30

Como Citar

ARRUDA, A. de S. O nome dela é Jenifer: representatividade gorda importa. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 33, p. 75–93, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i33.1430. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1430. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê