Nos desfiles do cotidiano, diversos modos de estar “na Moda”

identidade e alteridade nos jogos de aparências

Autores

  • Mariana Braga Clemente

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i31.1302

Palavras-chave:

Moda, Identidade, Cidade, Semiótica discursiva, Regimes de sentido, interação e risco

Resumo

As escolhas para o vestir cotidiano podem envolver questões como: para quais compromissos deve-se estar apresentável? Como se almeja ser visto (e apreciado, ou não) nos ciclos sociais dos quais participa? Como se colocar nos locais pelos quais se transita enquanto partícipe ou forasteiro de determinado meio social? À luz da semiótica discursiva, o presente artigo procura explorar tais questões. Objetiva-se compreender as maneiras pelas quais se constrói a aparência em relação ao que está na Moda em determinado grupo social e, assim, como são constituídas as identidades e as alteridades. Ao contemplar os gostos que são sazonalmente instituídos e que delineiam o que está em voga, e, por pressuposição recíproca, o que não está, chega-se a uma tipologia das maneiras de estar na Moda (ou fora dela) a partir dos regimes de sentido, interação e risco de Eric Landowski, compreendendo assim os modos de interação entre sujeitos, objetos e seus grupos sociais pelas dinâmicas das aparências. Essa tipologia compreende: o seguidor, o conformista, o bricoleur e o disruptivo. A partir de observações realizadas na rua Oscar Freire, em São Paulo, aborda-se um elemento em comum: o tênis branco, permeando três desses tipos e evidenciando os mecanismos de identificação/diferenciação que guardam os mais diferentes estilos, o que conduz às buscas de pertencimento intencionais e aos riscos, calculados ou não, de não adequação à dado corpo social.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Braga Clemente

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) em cotutela com a Università di Bologna (Bolsa CNPq).

Referências

BARTHES, Roland. Sistema da moda. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

BAUDRILLARD, Jeans. A sociedade de consumo. Lisboa: Edições 70, 1995.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. Trad. Daniela Kern e Guilherme Teixeira. São Paulo: Edusp; Porto Alegre: Zouk, 2007.

CASTILHO, Kathia et al. Observação e vivências nas ruas de comércio e consumo de moda em São Paulo. In: OLIVEIRA, Ana Claudia de (org.). Do sensível ao inteligível: duas décadas de construção de sentido. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2014. p. 787-806.

CLEMENTE, Mariana Braga. Moda e modos de consumo no Brasil do século XX: revistas e a construção de aparências. 2015. xx f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

CLEMENTE, Mariana Braga. Desfiles do cotidiano em ruas de São Paulo e Milão: a Moda e os jogos de aparências na construção identitária. 2020. xx f. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) –. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica / PhD. Program in Philosophy, Science, Cognition, and Semiotics da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em cotutela com a Univsersità di Bologna, São Paulo/Milão, 2020.

DESFILE. In: HOUAISS: Dicionário da Língua portuguesa. Disponível em: https://houaiss. uol.com.br/pub/apps/www/v3-0/html/index.htm#2. Acesso em: 20 jun. 2017.

ECO, Umberto. História da beleza. Trad. Eliana Aguiar. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 2017.

FIORIN, José Luiz. De gustibus non est disputandum? Para uma definição semiótica do gosto. In: LANDOWSKI, Eric; FIORIN, José Luiz (orgs.). O gosto da gente, o gosto das coisas: abordagem semiótica. São Paulo: EDUC, 1997. p. 14-28.

FYSKATORIS, Tula; BRAGA, Mariana. Rua Oscar Freire. In: 10º Colóquio de Moda, 2014, Caxias do Sul. Anais [...]. Caxias do Sul, Universidade Caxias do Sul (UCS), 2014. Disponível em: http://www.coloquiomoda.com.br/coloquio2017/anais/anais/edicoes/10-Coloquiode- Moda_2014/COMUNICACAO-ORAL/CO-EIXO3-CULTURA/CO-EIXO-3-RUA-OSCARFREIRE- DO-LIXO-AO-LUXO.pdf. Acesso em: 13 jun. 2020.

GREIMAS, Algirdas Julien. Da Imperfeição. Prefácio e trad. Ana Claudia de Oliveira. São Paulo: Hacker, 2002.

GREIMAS, Algirdas Julien; COURTÉS, Joseph. Dicionário de semiótica. Trad. Alceu D. Lima et.al. São Paulo: Contexto, 2011.

LANDOWSKI, Eric. A sociedade refletida: ensaios de sociossemiótica. Trad. Eduardo Brandão. São Paulo: EDUC/Pontes, 1992.

LANDOWSKI, Eric. Gosto se discute. In: LANDOWSKI, E.; FIORIN, José L. (orgs.). O gosto da gente o gosto das coisas. São Paulo: EDUC, 1997. p. 97-160.

LANDOWSKI, Eric. O olhar comprometido. Galáxia, São Paulo, n. 2, 2001. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/viewFile/1241/747. Acesso em: 20 jun. 2020.

LANDOWSKI, Eric. Presenças do outro: ensaios de sociossemiótica. Trad. Mary Amazonas Leite de Barros. São Paulo: Perspectiva, 2012.

LANDOWSKI, Eric. Interações arriscadas. Trad. Luíza Helena O. da Silva. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2014.

LANDOWSKI, Eric. Antes da interação, a ligação. Documentos de Estudo do Centro de Pesquisas Sociossemióticas. São Paulo: Edições CPS, 2019.

LANDOWSKI, Eric. Une rencontre imprévue. Actes Sémiotiques, São Paulo, n. 123, 2020. Disponível em: https://www.unilim.fr/actes-semiotiques/6529&file=1. Acesso em: 23 jun. 2020.

LÉVI-STRAUSS, Claude. O pensamento selvagem. Trad. Tânia Pellegrini. Campinas: Papirus, 1989.

MARSCIANI, Francesco. Introdução à etnossemiótica. Galáxia, n. 23. 2012 Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/10071. Acesso em: 23 abr. 2016.

OLIVEIRA, Ana Claudia de. Por uma semiótica da moda. In: CASTILHO, Kathia; GALVÃO, Diana. (orgs.). A moda do corpo o corpo da moda. São Paulo: Esfera, 2002. p. 126-134.

OLIVEIRA, Ana Claudia de. Nas interações corpo e moda, os simulacros. In: COLÓQUIO DO CENTRO DE PESQUISAS SOCIOSSEMIÓTICAS, 13., 2007, São Paulo. Anais [...]. São Paulo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2007. 1 CD-ROM.

OLIVEIRA, Ana Claudia de. Visualidade processual da aparência. In: OLIVEIRA, Ana Claudia de; CASTILHO, Kathia (orgs.). Corpo e moda: por uma compreensão do contemporâneo. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2008. p. 93-104.

OLIVEIRA, Ana Claudia de. A plástica sensível da expressão sincrética e enunciação global. IN: OLIVEIRA, Ana Claudia de.; TEIXEIRA, Lucia. (orgs.) Linguagens na comunicação: desenvolvimentos de semiótica sincrética. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009.

OLIVEIRA, Ana Claudia de; BRAGA, Mariana. Pracinha Oscar Freire: moda, modos de vida e a sociabilidade consumida. In: OLIVEIRA, Ana Claudia de; MARTYNIUK, Valdenise Leziér (orgs.). Sentidos do consumo: os desafios do cenário contemporâneo à luz da semiótica de Greimas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2017. p. 235-249.

Downloads

Publicado

2021-04-15

Como Citar

CLEMENTE, M. B. Nos desfiles do cotidiano, diversos modos de estar “na Moda”: identidade e alteridade nos jogos de aparências. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 31, p. 329–351, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i31.1302. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1302. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

IV. Modos e Modas. Gostos e estilos compartilhados