Moda como linguagem

uma partilha do sensível

Autores

  • Flávia V. S. Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.i31.1297

Palavras-chave:

Moda, Arte, Filosofia, Linguagem, Estilo

Resumo

Este artigo apresenta o conceito da partilha do sensível, do livro homônimodo filósofo contemporâneo Jacques Rancière, com o intuito de produzir novas formas devisibilidade e enunciação da moda contemporânea a partir dos seus aspectos estéticos epolíticos. Mais do que um sistema comportamental, a moda aqui será tratada como umamanifestação da linguagem comunitária, passível de ser lida mediante seus modos de sociabilidadee os efeitos que produz. Iniciamos nossa discussão abordando os principaisconceitos que aproximam a moda da arte, principalmente no que diz respeito à sua superfícieimagética. Depois, guiamo-nos pela noção de estilo, para entender como certosprocessos criativos da moda foram aprisionados pela ideia da homogeneização dos corpospor meio da linguagem. Aqui, mostramos a campanha I speak my truth, lançada em2019, pela marca de roupas Calvin Klein. Finalmente, colocamos a moda no plural e juntoda proposição da filosofia estética, lançamo-nos para uma conceituação das imagens emrelação aos seus processos de identificação, mediante os regimes ético, representativo eestético, em uma aproximação entre arte, moda e filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia V. S. Teixeira

Doutoranda em Estética e Filosofia da Arte pela UFMG. Mestre em Estética e Filosofia da Arte pela UFOP. Professora do Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Coordenadora do curso de Pós- -Graduação em Moda e Inovação (UniBH).

Referências

CIDREIRA, Renata Pitombo. Os sentidos da moda: vestuário, comunicação e cultura. SãoPaulo: Annablume, 2005.

HALL, Stuart; SILVA, Tomaz Tadeu da (org.); WOODWARD, Kathryn. A produção social daidentidade e da diferença. In: HALL, Stuart; SILVA, Tomaz Tadeu da (org.); WOODWARD,Kathryn. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes,2014. p. 73-102.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas.Trad. Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. Trad. Mônica Costa Netto.Rio de Janeiro: Editora 23, 2009.

SIMMEL, Georg. La parure et autres essais. Trad. Michel Collomb, Philippe MArty et Florence Vinas. Paris: Édition de la Maison des Sciences de l’Homme, 1998.

Downloads

Publicado

2021-04-14

Como Citar

TEIXEIRA, F. V. S. Moda como linguagem: uma partilha do sensível. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], n. 31, p. 262–273, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i31.1297. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1297. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

IV. Modos e Modas. Gostos e estilos compartilhados