Inter-relações: nóis é nóis: construções identitárias no futebol de várzea paulistano

Autores

  • Ana Claudia de Oliveira
  • Tatiana Rovina Castro Pereira

DOI:

https://doi.org/10.26563/dobras.v4i9.197

Resumo

São Paulo, capital. Um sábado ou domingo qualquer, tão importante quanto todos os fins de semana do ano. Nos campos, a bola rola, balança a rede, com clima de decisão. A torcida vibra, xinga, batuca onde nem sempre há arquibancada – e, às vezes, sequer gramado. Mas essas condições não diminuem o amor pelo futebol, que une “todos juntos em uma mesma emoção”. Longe dos estádios e dos times milionários, dos craques espetacularizados e das torcidas organizadas oficiais, o futebol amador faz pulsar as quebradas. No coração das comunidades, espalhadas pelos quatro cantos da metrópole, o grito de gol, que não falta, ecoa, integrando-as (...)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-01-24

Como Citar

OLIVEIRA, A. C. de; PEREIRA, T. R. C. Inter-relações: nóis é nóis: construções identitárias no futebol de várzea paulistano. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [S. l.], v. 4, n. 9, p. 18–20, 2010. DOI: 10.26563/dobras.v4i9.197. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/197. Acesso em: 29 jan. 2022.

Edição

Seção

Colunas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>